segunda-feira, 1 de novembro de 2010

ANCIB premia melhor tese

A Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da
Informação (ANCIB) laureou o Professor Luiz Henrique Guimarães
Castiglione com o 1º Lugar do Prêmio ANCIB 2010 na Categoria Teses de
Doutorado.

O Dr. Luiz Henrique Castiglione, professor da UERJ-Departamento de
Engenharia Cartográfica, obteve a premiação de melhor tese pela
pesquisa "EPISTEMOLOGIA DA GEOINFORMAÇÃO: UMA ANÁLISE
HISTÓRICO-CRÍTICA".

Para conceder o prêmio, a ANCIB submete a uma comissão de
pesquisadores da área da Ciência da Informação duas teses de cada
programa de pós-graduação de todo o Brasil, para que a comissão os
analise e determine, segundo critérios pré-estabelecidos, qual deve
ser o agraciado.


O prêmio 2010 refere-se às teses do ano 2009, quando Luiz Henrique
Castiglione concluiu e defendeu sua tese. Ela foi indicada pelo
programa PPGCI-IBICT-UFF, tendo sido escolhida vencedora em
28.10.2010.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Trabalhos do ENANCIB 2010 estão com livre acesso na web



Todos os trabalhos aprovados no XI Enconto Nacional de Ciência da Informação, em 2010, podem ser acessados aqui.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

ENANCIB 2010, no Rio, recebe o professor Belkin

Por motivos pessoais relevantes o conhecido professor Tefko Saracevic
Não poderá mais vir ao Rio de Janeiro para a palestra de abertura da
XI Enancib que será realizada no PPGCI do Ibict em outubro 25/28 de
2010.

Os responsáveis pelo evento no Rio convidaram, então, para a palestra
inaugural da Reunião o, não menos eminente, professor da Rutgers
University NICHOLAS BELKIN.

Nos três tempos em que se focou a história da ciência da informação,
as suas práticas e ideias se sucederam entrelaçadas. Contudo, pode-se
vislumbrar nitidamente um tempo da gestão e organização da informação
que dominou o cenário da área na sua fundação , o tempo da
interiorização da informação para o conhecimento (o cognitivismo)
que a sedimentou e o tempo do Ciberespaço está, ainda, em se
fazendo.

Existem controvérsias quanto às raízes do cognitivismo como um
pensamento predominante em um determinado período; parece que um
início pode ter sido em 1956, em um evento onde figuras importantes
do novo pensar apresentaram artigos inéditos: Herbert Simon, Noan
Chomsky e Claude Shanhon. O pressuposto básico das ideia trazidas é
que todos temos uma memória interior, uma visão de mundo, um modelo de
conhecimento e um jeito ou um estilo de conhecer as coisas.

Nos anos 60 se encontram os autores e atores do cognitivismo,
estudando o comportamento da apropriação do conhecimento em seres
humanos, em máquinas e na interação dos dois. Nesta década as
características do refletir cognitivista estavam em todos os campos e
quem colocasse um projeto sem uma base conceitual cognitivista corria
sério risco de isolamento.

Na ciência da informação o cognitivismo chegou trazido por: Nicholas
BELKIN, Jason FARRADANE, Peter INGWERSEN. A condição da informação
passou a ser sua (in)tensão para gerar o conhecimento no indivíduo e
em sua realidade. Conhecer era um ato de interpretação individual,
uma apropriação da informação pelas estruturas mentais de cada
sujeito.

O cognitivismo na ciência da informação redefiniu e aprimou o status
acadêmico da área.



Página de Nick Belkin - http://comminfo.rutgers.edu/~belkin/belkin.html
Literatura: BELKIN, Nicholas J. The Cognitive Viewpoint in Information
Science. Journal of
Information Science, Cambridge, v.16, p.11-15, 1990

FONTE: PPGCI do Ibict

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Nova portaria permite acúmulo de bolsas com atividades remuneradas

Nova portaria permite acúmulo de bolsas com atividades remuneradas
Publicada por Assessoria de Imprensa da Capes
Sexta, 16 de Julho de 2010 11:04

Foi publicada nesta sexta-feira, 16, no Diário oficial da União, a Portaria Conjunta nº 1, redigida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico Tecnológico (CNPq), que trata do acúmulo de bolsas com rendimentos de atividades remuneradas. É vedado o recebimento simultâneo de bolsas provenientes de agências públicas de fomento.
De acordo com a legislação, a partir de hoje, os bolsistas da Capes e do CNPq matriculados em programa de pós-graduação no país poderão receber complementação financeira, proveniente de outras fontes, desde que se dediquem a atividades relacionadas à sua área de atuação e de interesse para sua formação acadêmica, científica e tecnológica, especialmente quando se tratar de docência como professores nos ensinos de qualquer grau.
Para receber a complementação financeira ou atuar como docente, o bolsista deve obter autorização, concedida por seu orientador, devidamente informada à coordenação do curso ou programa de pós-graduação em que estiver matriculado e registrada no Cadastro Discente da Capes.

http://capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-noticias/3958-nova-portaria-permite-acumulo-de-bolsas-com-atividades-remuneradas

segunda-feira, 19 de julho de 2010


A Revista Comunicação: Veredas está recebendo artigos, ensaios, resenhas de livros e relatos de pesquisa na área de Comunicação para sua próxima edição..

O prazo para envio dos textos é 15 de agosto de 2010.


Comunicação:Veredas é editada pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade de Marília - UNIMAR - e está classificada como Qualis B Nacional. Está aberta a colaborações científicas da área de Comunicação. Os artigos recebidos serão encaminhados ao Conselho Editorial, para apreciação do mérito científico.


As normas para publicação encontram-se no endereço: http://www.unimar.br/veredas/chamada_veredas.pdf


Os textos devem ser encaminhados para esse email:

rreisoliveira@uol.com.br

quarta-feira, 30 de junho de 2010

CNPq divulga vencedor do Prêmio José Reis 2010

O CNPq divulgou nesta terça-feira (29/06), o nome do ganhador do 30º
Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnologia,edição 2010.
Por meio de votação, o agraciado desta edição foi o pesquisador
Roberto Lent, da UFRJ e do Instituto Ciência Hoje.

A Comissão Julgadora

A Comissão Julgadora, nomeada pelo Presidente do CNPq foi composta por
Aldo de Albuquerque Barreto - Revista Datagramazero; Dietrich Schiel
(USP); Maria das Graças Lins Brandão (UFMG); Maria das Graças Conde
Caldas; (ABJC); Osmir Nunes da (ABRADIC); Ana Maria Fernandes da
(SBPC); e Alan Alexander Mendes Lemos – da ANPEI/ABIPTI/ e Antônio
José Silva Oliveira (UFMA), presidente da comissão;.

Reunida no CNPq, a Comissão Julgadora do Prêmio avaliou os 110
trabalhos. Dos trabalhos inscritos 72% foram oriundos de
Universidades, 16% de Centros de Pesquisa e o restante de autônomos e
museus. A entrega do prêmio será realizada na abertura da reunião
anual da SBPC no dia 25 julho, na UFRN. O vencedor receberá R$ 20 mil
e um diploma.

Roberto Lent, iniciou suas atividades de divulgação científica em
1977, sua primeira publicação foi o conhecido artigo "Cem Bilhões de
Neurônios". Atua na Divulgação Científica para adultos e crianças,
com livros publicados e amplamente divulgados.


O Prêmio José Reis de Divulgação Científica é uma iniciativa do
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/
MCT) e busca premiar profissionais de alto nível que contribuem com
eficiência para a divulgação do conhecimento científico e tecnológico.
O prêmio é uma homenagem ao médico, pesquisador, jornalista e educador
José Reis, concedido anualmente.



FONTE:Assessoria de Comunicação Social do CNPq

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Lena Vânia fala sobre divulgação científica na Casa de Rui Barbosa



A professora Lena Vânia Ribeiro Pinheiro, do programa de pós-graduação em Ciência da Informação do IBICT, falará sobre comunicação científica e divulgação científica na Fundação Casa de Rui Barbosa. Detalhes é só conferir na foto ao lado.
 
Add to Technorati Favorites Banner do 1º Encontro Brasileiro de Arquitetura da Informação IBSN: Internet Blog Serial Number 30-10-1975-02